Notícias

Consórcios possibilita brasileiros de adquirir imóvel no exterior.

BR Consórcios espera, entre março e junho, fechar cerca de 200 cotas no My Place em todo o país,
com tíquete médio de US$ 120 mil, ou R$ 450 mil.

BR Consórcios Lança Novo Produto que Possibilita
Brasileiro Adquirir Imóvel no Exterior Os créditos disponibilizados pela BR Consórcios vão de R$ 300 mil a R$ 600 mil, com prazos de 60 a
120 meses; Estados Unidos é o foco nesse momento
O brasileiro que sonha com a aquisição de um imóvel no exterior, de forma planejada, sem comprometer
seus rendimentos, acaba de ganhar uma grande novidade. A BR Consórcios (www.brconsorcios.com.br),
empresa com mais de 70 mil clientes ativos pelo Brasil, lança neste mês de março o My Place, nova
modalidade que possibilita a compra de imóvel fora do país por meio do consórcio . Segundo dados do
Banco Central (BC), só em 2018 foram contabilizados US$ 6 bilhões em remessas de brasileiros para
compras de imóveis em mercados mais maduros, como Estados Unidos e Portugal.
Nesse primeiro momento, o My Place funcionará para brasileiros com interesse em imóveis apenas em
território americano. No segundo semestre a modalidade deverá estar à disposição para aqueles que
buscam a Europa, especialmente Portugal. De acordo com Rodolfo Montosa, diretor-geral da BR
Consórcios, os brasileiros que buscam imóveis no exterior são atraídos pela qualidade de vida,
valorização imobiliária, diversificação de seu portfólio de investimentos e pelos financiamentos a prazos
longos com preços acessíveis. "Mas a cada dez interessados, nove não fecham o negócio por não
disponibilizarem de 40% do valor como entrada para a compra do imóvel. São pessoas que só precisam
ter acesso a um mecanismo que viabilize, pois não é um investimento urgente. Percebemos essa
desassistência no mercado", explica o executivo.
Para lançar o produto inédito no mercado, a BR Consórcios, que adotou o slogan "A certeza de seu novo
endereço no mundo", fez uma ampla pesquisa com um universo de brasileiros que já buscaram o
consórcio com tal finalidade ou que integram o perfil do grupo de pessoas da classe A, com patrimônio
superior a R$ 3 milhões. "Constatamos nesse estudo que 64% das pessoas têm a disposição de
programar a parcela de uma poupança aqui no Brasil para comprar um imóvel em outro país, seja para
morar mesmo ou como forma de investimento. Esses brasileiros têm patrimônio por aqui, mas não querem
abrir mão de sua liquidez", diz Montosa. Estudo do Banco Credit Suisse aponta que o Brasil registrava, em
2016, um total de 172 mil milionários.
Assim, o consórcio é um mecanismo para que o brasileiro possa programar a compra de seu imóvel fora
do país com tranquilidade. Os créditos disponibilizados pela BR Consórcios vão de R$ 300 mil a R$ 600
mil, com prazos de 60 a 120 meses. Para quem busca crédito de R$ 1 milhão, por exemplo, será preciso
adquirir duas cotas. "Vamos entrar em um perfil diferente de cliente, aquele de alta renda. O My Place
surge como solução da moderna economia compartilhada para viabilizar o valor da entrada de forma
planejada", argumenta Montosa. "O consorciado escolhe a parcela que cabe no seu bolso e depois de
contemplado, por sorteio ou lance, oferece o seu imóvel no Brasil como garantia de seu crédito", completa.

Apoio em toda a operação nos EUA – Além de disponibilizar o crédito, a BR Consórcios também
oferecerá no My Place um portfólio de serviços de assessoria ao brasileiro no projeto da aquisição do
imóvel. A administradora já estabeleceu convênios com um leque de profissionais certificados e habilitados
nos Estados Unidos, que incluem advogados, contadores, brokers e assistentes financeiros, para dar total
apoio aos consorciados. "Queremos facilitar ao máximo a parte documental, otimizando o processo em
todos os aspectos. Resta ao contemplado usufruir de seu sonho", revela Montosa. Essa mesma estrutura
está sendo desenvolvida para funcionar em Portugal também.
De acordo com o BC, só no primeiro semestre de 2018, os brasileiros enviaram US$ 408 milhões em
investimentos para os Estados Unidos. Grande parte desse valor foi dirigido ao setor imobiliário,
principalmente, para as vacation homes, ou casas de veraneio, na Flórida. A compra de casas de férias
atrai brasileiros por dois motivos: são um investimento em moeda forte e praticamente se pagam com a
locação para turistas. O estudo mostra que o valor médio de um imóvel em Orlando - US$ 247,5 mil - sofre
uma valorização de 9% ao ano e tem previsão de crescimento de 35% em três anos.
A BR Consórcios espera, entre março e junho, fechar cerca de 200 cotas no My Place, com tíquete médio
de US$ 120 mil, ou cerca de R$ 450 mil, totalizando um volume de créditos de US$ 24 milhões neste
primeiro semestre. A meta, como avalia Montosa, é dobrar esses números até dezembro. O produto está
sendo disseminado na base de vendas de suas empresas associadas, como o Consórcio União,
Consórcio Araucária, Consórcio Santa Emília, Consórcio Saga, Consórcio Lyscar, Rede Lojacorr
Consórcios e a Consórcios.
SOBRE A BR CONSÓRCIOS (www.brconsorcios.com.br)
A empresa iniciou suas operações em 2012, com o objetivo de unir e fortalecer operadoras de consórcios
que desejam expandir sua atuação. Seu modelo de negócio agrega administradoras dentro de uma
mesma plataforma, sendo pioneiro no Brasil. Tem sua sede administrativa em Londrina (PR) e conta com
cerca de 500 funcionários diretos. As empresas associadas à BR Consórcios são: Consórcio União,
Consórcio Araucária, Consórcio Santa Emília, Consórcio Saga, Consórcio Lyscar, Consórcios e
Rede Lojacorr Consórcios. As empresas têm, juntas, uma carteira de mais de 60 mil cotas ativas.
Nos últimos anos, a BR Consórcios projeta a ampliação dos seus canais de distribuição com a adesão de
novos associados e parcerias. Para alcançar essa meta, além de manter suas equipes próprias de vendas,
tem firmado novas parcerias para vendas de cotas de consórcios com empresas dos mais diversos
setores, entre elas revendedores de automóveis, concessionários de motocicletas, corretoras de seguros,
imobiliárias e empresas especializadas na venda de consórcios.

 

FONTE: segs.com.br


Veja também: