Notícias

Como declarar consórcio de carro no Imposto de Renda 2018

Se você pagou parcelas de um consórcio de carro ou foi contemplado com a carta de crédito em 2017, precisa declarar o consórcio no Imposto de Renda 2018. É essencial declarar todos os pagamentos, mesmo que você ainda não tenha sido contemplado, para que a Receita possa analisar seu fluxo de caixa.

Todas as parcelas do consórcio pagas em 2017 devem ser declaradas na ficha “Bens e Direitos”, sob o código “95 – Consórcio não contemplado”.

“Tenha cuidado para não lançar o consórcio como ‘Dívida e Ônus Reais’. Para a Receita, o consórcio é um planejamento para a aquisição de um bem”, orienta Sérgio Trindade, executivo do departamento de contabilidade da empresa de consórcios Embracon.

No campo “Situação em 31/12/2017”, informe os valores pagos até o final de 2017 e no campo “Situação em 31/12/2016”, declare a soma dos valores pagos ao longo de 2016 e nos anos anteriores. Se o consórcio foi iniciado em 2017, a coluna de 31/12/2016 deve ser deixada em branco.

Em “Discriminação”, informe o nome e o número de inscrição no CNPJ da administradora do consórcio, o tipo de bem (se é um carro, ou uma moto, por exemplo) e a quantidade de parcelas já pagas e a pagar.

Informações como o CNPJ, o grupo, a cota e outras são enviadas pelo administrador do consórcio por meio do informe anual do Imposto de Renda.

 

 

Fonte: Exame.


Veja também: